Passar para o Conteúdo Principal Top
Logótipo

visitar

Orquestra Jazz de Matosinhos – Do ballroom à sala de concerto

Cultura
Orquestra matosinhos banner 1 1024 2500
08 Mar
Adicionar a calendário 2019-03-08 10:53:00 2019-03-08 10:53:00 Europe/Lisbon Orquestra Jazz de Matosinhos – Do ballroom à sala de concerto + Música + Jazz Teatro Diogo Bernardes

+ Música + Jazz

A 8 de março, às 22h00, no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, Do ballroom à sala de concerto – Uma viagem pelos tempos do jazz com a Orquestra Jazz de Matosinhos, no primeiro de quatro concertos pedagógicos a realizar entre 2019 e 2022, com o título genérico Uma Viagem pelos tempos do jazz.

Autoria e Apresentação — Manuel Jorge Veloso
Direcção Musical — Pedro Guedes

Intitulado Big Bands: Do Ballroom à Sala de Concerto – Uma viagem pelos tempos do jazz com a OJM, este conjunto de concertos pedagógicos, contando com a apresentação do seu autor e crítico de jazz Manuel Jorge Veloso, colocará em evidência a importância que as big bands tiveram na História do Jazz, enquanto formação instrumental indissociável da evolução dos vários estilos jazzísticos. E servirá também para cotejar traços distintivos desse percurso, desde os tempos em que as grandes orquestras eram um elemento essencial à dança nos grandes espaços de diversão públicos até à atmosfera calorosa dos pequenos clubes e das mais reputadas salas de concerto.
Percorrendo o repertório do chamado “período de ouro” que ficou a marcar o trajecto das big bands (1925/1955), a OJM tocará nesta primeira série várias peças-chave das orquestras de Fletcher Henderson, Jimmie Lunceford, Duke Ellington, Count Basie, Benny Goodman, Tommy Dorsey, Artie Shaw, Dizzy Gillespie, Woody Herman, Stan Kenton ou Gerry Mulligan, arranjadores, compositores e chefes de orquestra de referência nesse período.

• Sugarfoot Stomp (“Dippermouth Blues”)
(King Oliver? / Louis Armstrong?)
Arranjo: D. Redman
Versão: Fletcher Henderson & His Orchestra (1925)

• For Dancers Only
(Sy Oliver / Don Ray / Vic Schoen)
Arranjo: S. Oliver
Versão: Jimmie Lunceford & His Orchestra (1937)

• The Mooche
(Duke Ellington / Irving Mills)
Arranjo: D. Ellington
Versão: Duke Ellington & His Orchestra (1928)

• Concerto for Cootie (“Do Nothin’ ‘Till You Hear From Me”)
(Duke Ellington)
Arranjo: D. Ellington
Versão: Duke Ellington & His Famous Orchestra (1940)

• Corner Pocket
(Freddy Green)
Arranjo: F. Green
Versão: Count Basie & His Orchestra (1955)

• Li’l Darlin’
(Neal Heftix)
Arranjo: N. Hefti
Versão: Count Basie & His Orchestra (1957)

• April in Paris
(Vernon Duke)
Arranjo: “Wild Bill” Davis
Versão: Count Basie & His Orchestra (1955)

• Sing, Sing, Sing
(Louis Prima)
Arranjo: Jimmy Mundy
Versão: Benny Goodman & His Orchestra (1938)

• I’m Getting Sentimental Over You
(Ned Washington / George Bassman)
Arranjo: Noni Bernardi
Versão: Tommy Dorsey & His Orchestra (1935)

• Well, Get It!
(Sy Oliver)
Arranjo: S. Oliver
Versão: Tommy Dorsey & His Orchestra (1942)

• Similau (“See me low”)
(Arden Clar / Harry Coleman)
Arranjo: George Russell
Versão: Artie Shaw & His Orchestra (1950)

• Our Delight
(Tadd Dameron)
Arranjo: Gil Fuller
Versão: Dizzy Gillespie & His Orchestra (1946)

• Yardbird Suite
(Charlie Parker)
Arranjo: Gil Evans
Versão: Claude Thornhill & His Orchestra (1947)

• Four Brothers
(Jimmy Giuffre)
Arranjo: J. Giuffre
Versão: Woody Herman & His Orchestra (1947)

• 23 º North 82 º West
(Bill Russo)
Arranjo: B. Russo
Versão: Stan Kenton & His Orchestra (1952)

• Lady Chatterley’s Mother
(All Cohn)
Arranjo: A. Cohn
Versão: Gerry Mulligan Concert Band (1960)

Horário:

22h00

Local:
Teatro Diogo Bernardes
Informação adicional:

Os bilhetes (4,00€) serão disponibilizados a partir das 9h00 do próximo dia 18 de fevereiro (segunda-feira).

O número máximo de entradas a adquirir será de 4 bilhetes por pessoa, apenas no caso de existirem filas para a procura dos mesmos, podendo ir até ao máximo de 6 bilhetes por pessoa no caso de espectadores que pretendam adquirir a totalidade de lugares de uma frisa ou camarote de 1.ª classe ou camarote de 2.ª classe, com esse número de lugares (6 lugares), conforme constar na planta de lugares publicitada na Bilheteira do Teatro Diogo Bernardes e no website municipal, também apenas no caso de existirem filas para a procura dos mesmos (http://www.cm-pontedelima.pt/thumbs/uploads/writer_file/image/2230/MapaTDB_Final_1_1024_2500.jpg).

Relativamente aos pedidos realizados por correio electrónico, apenas serão atendidos os recebidos a partir da hora e data de disponibilização na bilheteira física, divulgada no mural oficial do facebook, nas mesmas condições acima indicadas e após serem satisfeitas as aquisições presenciais.

Maiores de 6 anos.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt.